Chega de assédio nas Universidades!

Chega de assédio nas Universidades!

UNIVERSIDADE SEM ASSÉDIO JÁ!

No dia 8 de maio, por volta das 18h15, uma estudante da Universidade de São Paulo sofreu uma tentativa de estupro dentro do campus da Cidade Universitária, na zona Oeste da capital paulista durante uma queda de energia no local. Sem saber a quem recorrer, a aluna denunciou o ocorrido em suas redes sociais.

Casos de violência em universidades já foram tema de duas CPIs da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo em 2014 e 2020. Mas as vítimas continuam a sinalizar a falta de uma estrutura permanente de acolhimento e prevenção de casos de violência.

Por esse motivo, o gabinete da deputada Isa Penna (PCdoB), em conjunto com alunas, professoras e funcionárias de educação superior, elaboraram o Projeto de Lei 256/2022, que institui um Protocolo de Prevenção, Abordagem e Responsabilização Institucional contra violências em instituições públicas, ou, PROTOCOLO “UNIVERSIDADE SEM ASSÉDIO”.

O protocolo “Universidade Sem Assédio” prevê medidas periódicas de prevenção de violências e a criação de um órgão específico interno para acolhimento e encaminhamento de queixas e denúncias.

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo pode demorar muito para colocar o Projeto de Lei em votação, e temos URGÊNCIA!

Por isso, vamos pressionar as reitorias e diretorias de instituições de ensino públicas e privadas para adotar o protocolo “Universidade Sem Assédio”!

Convidamos todas as entidades do movimento estudantil, de docentes e funcionários, organizações da sociedade civil, bem como todas as pessoas que querem trabalhar e estudar em ambientes mais seguros para somar nessa luta! Universidade Sem Assédio já!