Dona de Mim - PL 401/2021

Saúde sexual das pessoas LBT importa!

O PL Saúde das Pessoas LBTs prevê a garantia de atendimento médico adequado e imunização para pessoas lésbicas, bissexuais e pessoas trans com útero, com ações simples que poderiam nos ajudar a combater o câncer de colo de útero pela raiz.

Como não existem métodos de prevenção de infecções sexualmente transmissíveis para o sexo entre vulvas, pessoas LBT estão expostas a inúmeras IST’s, como por exemplo o HPV.

O PL 500/2020 garante treinamento especializado para profissionais de saúde, distribuição de espéculos pequenos para exames de papanicolau e ampliação da vacinação gratuita contra o HPV.

Estima-se que mais da metade da população brasileira já teve contato com um dos tipos do vírus do HPV. Essa infecção já é responsável por 90% dos casos de câncer de colo de útero, que por sua vez é a quarta maior causa de morte entre as mulheres.

Ao instituir a obrigatoriedade da realização dos exames solicitados, oferecer equipamentos adequados para atender a todas as populações e estender a vacinação contra o HPV para todas essas pessoas, o governo atua diretamente no campo da prevenção de infecções e para o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de colo de útero.

São medidas simples, mas que podem garantir o bem estar de milhares de pessoas!

Eu apoio o PL Saúde das Pessoas LBTs!

Saúde sexual das pessoas LBT importa!

O PL Saúde das Pessoas LBTs prevê a garantia de atendimento médico adequado e imunização para pessoas lésbicas, bissexuais e pessoas trans com útero, com ações simples que poderiam nos ajudar a combater o câncer de colo de útero pela raiz.

Como não existem métodos de prevenção de infecções sexualmente transmissíveis para o sexo entre vulvas, pessoas LBT estão expostas a inúmeras IST’s, como por exemplo o HPV.

O PL 500/2020 garante treinamento especializado para profissionais de saúde, distribuição de espéculos pequenos para exames de papanicolau e ampliação da vacinação gratuita contra o HPV.

Estima-se que mais da metade da população brasileira já teve contato com um dos tipos do vírus do HPV. Essa infecção já é responsável por 90% dos casos de câncer de colo de útero, que por sua vez é a quarta maior causa de morte entre as mulheres.

Ao instituir a obrigatoriedade da realização dos exames solicitados, oferecer equipamentos adequados para atender a todas as populações e estender a vacinação contra o HPV para todas essas pessoas, o governo atua diretamente no campo da prevenção de infecções e para o diagnóstico precoce de doenças, como o câncer de colo de útero.

São medidas simples, mas que podem garantir o bem estar de milhares de pessoas!

Eu apoio o PL Saúde das Pessoas LBTs!